wrapper

Investimento de R$ 90 milhões servirá para substituir de linhas adutoras e outras ações

O Governo dá início nesta terça-feira (14/01), às 10 horas, na Rua José Vilela, em Parque Leopoldina, Bangu, às obras para aumentar a oferta de água em Bangu, na Zona Oeste. Com investimento de cerca de R$ 90 milhões, oriundos do PAC e do governo do estado, o conjunto de intervenções inclui a construção de novas linhas adutoras, substituição de redes e colocação em funcionamento do reservatório de Bangu, construído na década de 60 e desativado desde a década de 80.

- O reservatório, com capacidade para 17 milhões de litros, atenderá parte dos bairros de Realengo, Padre Miguel, Bangu e Senador Camará, que hoje estão sujeitos à flutuação no abastecimento, por falta de um reservatório e capacidade de armazenar água, durante longas estiagens ou pelo consumo elevado no período do verão – explicou o presidente da Cedae, Wagner Victer.

O fornecimento de água para o reservatório será feita por meio de uma nova adutora com 800 milímetros de diâmetro e cerca de 1.200 metros de extensão. A elevatória a ser implantada juntamente com a adutora será composta por três grupos de bomba e terá capacidade para bombear 84 milhões de litros de água por dia, o suficiente para encher, se necessário, mais de quatro o reservatório num prazo de 24 horas.

Além disso, a obra feita em parceria com o Governo do Estado em recursos captados em empréstimos com a Caixa Econômica Federal pelo PAC, fará a substituição de 50 quilômetros de rede, trocando as tubulações de ferro fundido por PVC, melhorando o funcionamento do sistema. O novo sistema beneficiará também outras regiões, já que a reservação disponibilizará um adicional de 350 litros de água por segundo, contemplando bairros como a Barra da Tijuca, Jacarepaguá, Recreio, Zona da Leopoldina e até o Centro da Cidade.

 

Fonte: Governo RJ

Comente usando sua conta de redes sociais, yahoo ou hotmail

Comentários | Compartilhamento | Redes Sociais

Possa lhe interessar

  • Prev

Sobre

O nosso projeto prima por colher e fornecer conteúdos oriundos de nosso bairro e adjacências de forma cooperada em mídias digitais.

Integrar comércio, serviços, distribuidores, consumidores, etc., de forma simples com fácil acesso aos usuários, dedicando e mantendo à confiança e credibilidade.